NOTICIAS CONTABEIS

quinta-feira, 2 de julho de 2015

RECADASTRAMENTO DO SERVIDOR PUBLICO SERVCON CONTABEIS


 venha fazer seu recadastramento  no Escritório de Contabilidade SERVCON
rua afonso pena 1609 sala A


A informação que o Governo do Estado já pôde constatar: há servidores fantasmas no Governo do Estado. E o pior é que alguns deles nem sequer no Piauí vivem e nunca pisaram num órgão público estadual. O recadastramento, coordenado pela secretaria estadual de Administração, identificou supostos servidores públicos lotados em secretarias e outros órgãos do estado recebendo salários de R$ 3 mil, R$ 4 mil e R$ 6 mil. Alguns deles morando na França, Portugal e Estados Unidos.
Todos esses 'fantasmas' terão seus contracheques cancelados imediatamente. O que dará ainda mais fôlego para as finanças do governador Wellington Dias (PT). Boa parte desses servidores estavam lotados na secretaria estadual de Educação (Seduc). De acordo com a diretora de gestão de pessoas da Seduc, Francisca de Almeida Mascarenhas, foi enviada uma carta a esses servidores que estariam irregulares. Eles não estavam lá para fzer doutorado, nem qualquer especialização. Os nomes não foram relevados.
O secretário da administração, Franzé Silva, explica que, na segunda etapa, que ocorrerá de 1º de setembro a 30 de outubro, será feita a validação do pré-cadastro, entrega de documentos, coleta biométrica e digitalização de documentos.
"Há dois anos que não é feita essa atualização no cadastro de servidores. Hoje as informações dos servidores estão pulverizadas e queremos criar uma base de dados de cada secretaria e para todos os órgãos. Com a informação de onde estão lotados, será possível criar uma estrutura melhor de atendimento à população. A segunda etapa é presencial e será realizada nos municípios, onde serão montados postos de atendimento e unidades móveis para a coleta e digitalização de documentos”, garante o secretário.
Segundo a vice-governadora, Margarete Coelho, presente no evento de lançamento, “o objetivo do recadastramento não é economizar recursos financeiros e sim de utilizar melhor os recursos financeiros do Estado e de reconhecer os servidores que se qualificaram mais. O Estado ganha em qualidade e quantidade de serviços, contribuindo de uma forma a atender melhor aos interesses do cidadão”. 
Margarete destaca a importância de planejar a gestão do pessoal, para que o Estado atenda a sua finalidade, que é servir ao cidadão com qualidade, transparência e economicidade, gastando quanto e como deve ser gasto. "Com o recadastramento, será possível modernizar e melhorar a carreira do servidor e eles ficarão conhecendo ainda mais seus direitos e benefícios”, frisou a vice-governadora, que representou Wellington ao lado dos secretários Franzé (Administração), Rafael Fonteles (Fazenda) e Merlong Solano (Governo).